A Mostra Camdança compõe a programação do Fevereiro na Dança 2019! Confira a programação:

17/02 19h30

Local: CIS Guanabara.

Ingressos no chapéu

DesCerrado

com Maria Fernanda Miranda

Aves Sapiens dos Mangues

com Nil Sena

>> DesCerrado trás os rastros e ruídos de suas andanças pelo universo feminino das linhas da região cerrado-caatinga, por meio de uma performance em dança que convida o público a tecer, cantar e refletir, com a artista, um pouco sobre a importância desse cerrado e suas mulheres de linhas.

Direção artística: Marisa Lambert

Criação: Maria Fernanda Miranda

Maria Fernanda Miranda é bailarina, performer e andarilha do cerrado-caatinga e doutoranda em Artes da Cena/Unicamp, trazendo em seu trabalho de dança e performance um diálogo com a paisagem desse sertão Cerrado e suas mulheres cerratenses

>> Aves Sapiens dos Mangues


MONÓLOGO
Texto Original: Nil Sena
Trilha Sonora Original: Nil Sena
Direção, concepção e atuação: Nil Sena
Maquiagem, figurino e adereços: Nil Sena
Duração: 30 minutos
Faixa Etária : 14 anos


SINOPSE
A labuta de uma mulher e suas andanças em busca de dias mais equânimes ecoa no grito de uma ave faminta e feroz num instante em que seu próprio ser questiona: Até quando teremos que suportar tanta injustiça socioeconômica e cultural e a miséria, silenciosamente como se
tudo o que já vivemos e outra vez assistimos em nossas mídias ,fossem ficção científica macabra, até quando teremos que suportar políticos corruptos a explorar mais uma vez a miséria humana em mais uma tentativa de comprarem suas almas e com elas alicerçar seus
projetos eleitoreiros? Até quando assistiremos inertes aos gringos que todos os dias invadem nossas cidades turísticas sem outro objetivo que não seja a exploração sexual infantil e o tráfico de pessoas em sua maioria, mulheres as quais o estado insiste em omitir e matar? Até quando assistiremos todos os dias a acadêmicos inescrupulosos aportarem nossas regiões patrimoniais com suas maquinas fotográficas e filmadoras importadas a registrar gente como coisas, colhendo tecnicamente matérias prima que enriquecerão suas fúteis teses antes calcadas em livros e escritores clássicos, para em seguida apresentarem em suas universidades
federais esses estupros os quais chamarão de TRABALHO DE CAMPO; Sem nunca terem subido e descido o morro nem visitado as baixadas para verem a fome atuando cegamente e atrofiando o cérebro da gente, a farinha sendo devorada como principal e única refeição do
dia, para verem as gengivas feito dentes, as crianças mercadoria e a dor…ah a dorrrrr profunda melodia?!
O que distingue o belo e o feio, a verdade e a mentira, a cidadã e a marginal, a sonhadora e a alienada, a artista e a prostituta quando a fome é uma realidade? Uma das diferenças entre o ser humano e o caranguejo é a força física que certamente fará com que o pobre crustáceo seja devorado antes que tenhamos que recorrer à lama como alimento. Aves Sapiens dos Mangues não é apenas um protesto mas uma crítica social da artista
autodidata e griot sem perder o sentido poético e a musicalidade que transformam mazelas em arte sem omitir que direitos humanos não existem quando os mesmos permanecerem apenas escritos numa declaração universal ameaçada pelo nazismo.

Maria Fernanda Miranda. Fotografia: Arthur Amaral
Nil Sena. Fotografia: Mano Riedijk
Nil Sena. Fotografia: Mano Riedijk
Nil Sena. Fotografia: Mano Riedijk
Nil Sena. Fotografia: Mano Riedijk